DEPRESSÃO



Terça, 02 de julho de 2019 11:13

 Clique para ampliar
 Doença tão comentada e quando vivenciada em seus episódios, seus sintomas são: (humor deprimido, fatigabilidade, anedonia, diminuição de concentração, da autoestima, ideias de culpa e inutilidade,  transtornos de apetite e de sono). Estes episódios duram de três meses a um ano.

Segundo Dalgalarrondo (2000), quanto aos episódios depressivos, é pertinente ressaltar que: O episódio depressivo é classificado pela CID-10 em leve, moderado ou grave, de acordo com a importância clínica dos sintomas e intensidade do quadro depressivo.

Quando o paciente ao longo de sua vida, apresenta, vários episódios depressivos que nunca são intercalados por episódios maníacos, faz-se então o diagnóstico que o mesmo apresenta por consequente o transtorno depressivo recorrente.  

Episódios depressivos leves segundo CID-10. Diretrizes diagnósticas: (Humor deprimido, fatigabilidade  aumentada, perda de interesse  e prazer),  são usualmente tidos como os sintomas mais típicos de depressão quadro leve. Neste quadro de depressão leve, a pessoa esta usualmente angustiada pelos sintomas, tendo dificuldade em continuar um trabalho do dia-a-dia, bem como, atividades sociais, mas é bem provável que não vai parar suas funções completamente.    

Episódios depressivos moderado. Conforme CID -10.  Diretrizes diagnósticas: (tem que haver pelo menos dois, três ou até quadro pontos do episódio depressivo leve que devem estar presentes). Vários desses sintomas estão em um grau marcante, bem como, a duração mínima do episódio completo é de cerca de duas semanas. Esta pessoa com episódio depressivo moderado grave terá diariamente, dificuldade consideráveis de continuar com atividades laborativas, domésticas e sociais.     

Episódios depressivo grave. Postulado pelo CID-10. O paciente apresenta agitação considerável, angústia, a menos que retardo seja um aspecto marcante. Perda da autoestima, acomete sentimentos de inutilidade e culpa, provavelmente são proeminentes e o suicídio, é um perigo bem marcante, neste quadro depressivo e nos casos particularmente graves.

Fonte referências: Classificação de Transtornos mentais e de comportamento da CID-10; (1993). E Dalgalarrondo, Paulo. Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais. (2000).

       


Cadastre-se para receber dicas exclusivas
Informe seu e-mail ao lado
Endereço
Av: Argolo, 40 - Centro
São Bento Do Sul - SC
Fone
47 3633-0695
47 9654-9083
Irmalinda Hertzing • CRP: 12/08150 • Psicóloga especialista em Avaliação Psicológica